Sé Catedral

Braga
Descrição
Horário: 8h ás 18h30

Preço: Bilhete Normal 2€

- Visita ao Museu, Catedral, Capelas e Coro Alto - 5€;

- Visita à Catedral, Capelas e Coro Alto - 3€;

- Visita ao Museu - 3€.

Os bilhetes poderão ser adquiridos na Catedral.

O serviço de visitas guiadas, conforme o percurso escolhido, e incluindo visita à sacristia, funcionará nos seguintes horários, de 2ª a 6ª feira, inclusive: 10,00h; 11,30h; 14,30h; 16h. Nesses horários, a Catedral disponibilizará os guias, caso assim o grupo o deseje.

Estará disponível, gratuitamente, para a oração, a Capela da Nossa Senhora da Piedade, com entrada pela Rua do Souto.

Santa Maria de Braga, matriz da devoção de Portugal à Virgem é o melhor testemunho continuado da cidade bimilenária. Também aqui o Barroco se impôs aos estilos antecedentes com o sentimento de ser o único legitimamente fundado e ao mesmo tempo infalível (H. Wolfflin). Essa superação iniciou-se sob a égide do arcebispo primaz D. Rodrigo Moura Teles (1704-1728), continuando por todo o século XVIII.


Apresentando duas torres na fachada, o que a aproxima das grandes catedrais do românico português, foi, com o correr dos séculos, muito modificada: uma galilé de finais do século xv, fechada no século xviii pela belíssima grade de ferro que o arcebispo D. Diogo de Sousa (1505-1532) fizera para proteger a capela-mor; e, ainda na frontaria, a grande pedra de armas do arcebispo D. Rodrigo de Moura Teles (1704-1728), a edícula e o coroamento das torres, colocados no primeiro quartel de Setecentos.

O interior, de três naves, transepto e cabeceira com cinco capelas, é profundamente austero. No período barroco abriram-se grandes janelas, transformaram-se os altares, cobriram-se de estuques e pinturas todas as paredes; a Sé tornou-se uma festa, um apelo aos sentidos.

No coro alto o cadeiral e os órgãos, de talha dourada, são obras excepcionais de concepção e execução. O cadeiral (1737) é devido ao entalhador e arquitecto portuense Miguel Francisco da Silva. As caixas dos dois órgãos (1737-1739) foram entalhadas e esculpidas por Marceliano de Araújo numa incrível profusão dos elementos mais característicos da talha joanina, abundando as figuras esculturadas, sátiros e golfinhos.

O claustro data dos inícios do século xix; está no lugar de um outro, gótico, que ameaçava ruína em finais de Setecentos. Estabelece ligação com o Tesouro da Sé e com as Capelas de D. Lourenço Vicente, do nome do arcebispo que a reconstruiu – também conhecida por Capela dos Reis – e de Nossa Senhora da Piedade. Na primeira, de estilo gótico, além do túmulo do arcebispo, guardam-se os túmulos dos condes D. Henrique e D. Teresa.

Na Capela de Nossa Senhora da Piedade, fundada por D. Diogo de Sousa em 1513, guarda-se o túmulo do prelado, obra de artista coimbrão desconhecido, talvez o mesmo que lavrou os túmulos dos pais de D. Afonso Henriques, dispostos na capela anterior. A imagem original da Senhora do Leite, obra de outro artista coimbrão, o desconhecido Mestre dos Túmulos Reais, está agora aqui recolhida. E merecem ainda atenção alguns dos retábulos, como o de Nossa Senhora da Boa Memória, em estilo rococó.

A Capela de São Geraldo foi inicialmente construída no século xii. Sofreu as mais variadas alterações, sobretudo no período barroco, tendo sido a sua fachada totalmente refeita durante a grande campanha de restauro dos anos 40. O espaço interior, remodelado pelo arcebispo D. Rodrigo de Moura Teles, que aqui colocou o seu túmulo, tem as paredes recobertas de azulejos, atribuíveis a António de Oliveira Bernardes.




Local: Braga
Hotel Estação ***

Hotel Estação ***

O Hotel Estação situa-se em frente à Estação Ferroviária de Braga.Oferece recepção 24 horas e...
Mais informação
Bragatruthotel **

Bragatruthotel **

O BRAGATRUTHOTEL oferece um alojamento confortável e agradável, procurando atender e satisfazer...
Mais informação
Cozinha da Sé

Cozinha da Sé

Restaurante de cozinha regional e internacional
Mais informação
Frigideiras do Cantinho

Frigideiras do Cantinho

Estabelecimento fundado nos finais do século XVIII, foi criado para a confecção das famosas...
Mais informação
Comentários Não existem comentários dos nossos visitantes. Seja o primeiro a comentar.
Avaliar: Faça a sua avaliação