Parque de Real

Matosinhos
Descrição
O Parque foi inaugurado em 27 de Novembro de 2001, insere-se em meio urbano e tem cerca de 4,5 ha. Desenvolve-se numa encosta e é atravessado por uma linha de água que corre entre muros de betão em direcção ao Bairro de Real. Na malha urbana envolvente prevalece a habitação multifamiliar e unifamiliar e destaca-se a proximidade do Hospital Pedro Hispano. O Parque de Real foi projetado pela Câmara Municipal de Matosinhos numa intervenção conjunta com a Metro do Porto.
A Memória Descritiva do projeto diz-nos que a intervenção esteve dividida em três fases: FASE 1 (2001) – corresponde à área do Jardim da Av. Villagarcia de Arosa, à construção do Metro do Porto e Parque de Estacionamento, localizados a Norte da área de intervenção; FASE 2 (2003) – corresponde à área entre o Jardim da Av. Villagarcia de Arosa e o caminho pedonal que liga Real de Cima a Real de Baixo e FASE 3 – corresponde à área que vai desde o caminho pedonal acima referido até à Av. D. Nuno Álvares Pereira, incluindo o tratamento da ribeira em todo o seu percurso. Esta é a área mais complexa não estando previsto uma data para a conclusão da obra, visto que grande parte dos terrenos é privada.

Fauna e Flora
É essencialmente formado por eucaliptal (Eucalyptus globulus), apresentando também uma forte composição de plantas infestantes como mimosas e austrálias (Acacia dealbata eAcacia melanoxylon) e pinheiro-bravo (Pinus pinaster). Contudo, o parque procura preservar espécies autóctones, nomeadamente, o carvalho-alvarinho (Quercus robur) e o sobreiro (Quercus suber), podendo-se mesmo observar vários exemplares de jovens Q. robur recentemente plantados nas encostas de maior declive. Por entre o arvoredo surgem também pontuações de espécies arbustivas, como o escalheiro (Pyrus cordata), o alfenheiro-do-japão (Ligustrum lucidum) e a urze branca (Erica arborea).
Nos prados de sequeiro, predominam plantas como azevém (Lolium perene), trevo-branco (Trifolium repens), trevo-subterrâneo (Trifolium subterraneum), dáctila (Dactylis glomerata) e festuca-alta (Festuca arundinacea). Ao nível do estrato herbáceo também estão presentes a dedaleira (Digitalis purpurea), o dente-de-leão (Taraxacum officinale), branca-ursina (Heracleum sphondyllium), entre outras. Por entre esta vegetação rasteira, floresce, por alturas de Maio, uma planta de flor vistosa, o lírio-holandês (Iris hollandica). O parque de Real é atravessado por uma linha de água e associada a esta surge vegetação higronitrófila. Estão também presentes o sabugueiro (Sambucus nigra) e a erva-das-pampas (Cortaderia selloana), espécie infestante. Atravessando a ribeira, depara-se com um espaço relvado em que predominam espécies de árvores ornamentais como o plátano (Platanus orientalis var. acerifolia), a cerejeira-japoneira (Prunus kanzan) e o choupo-negro (Populus nigra) e ainda o pinheiro-manso (Pinus pinea).

Equipamentos
Áreas de exploração agrícola: casas rurais, hortas, pomares, moinhos
Passeios pedonais, zonas de descanso, curso de água, zonas destinadas a recreio e lazer (em projeto)

Estacionamento no local
Metro do Porto: linha A (Azul)
Autocarros STCP - linhas 501, 506, 507

Rua Real de Cima/ Rua Real de Baixo, Av. Villagarcia de Arosa 4450 Matosinhos

Tel. 229390900 (Câmara Municipal de Matosinhos)



Local: Matosinhos
Apartamento Matosinhos Sul

Apartamento Matosinhos Sul

RNAL Registo nº 83571/AL Apartamento espaçoso e airoso, situado em Matosinhos Sul, nas...
Mais informação
Casa do Godinho

Casa do Godinho

RNAL Registo nº 13662/AL A Casa do Godinho é um espaço com carácter próprio e muito acolhedor,...
Mais informação
Arquinho do Castelo

Arquinho do Castelo

Perto do largo do castelo, na maior concentração de restaurantes de Leça da Palmeira,...
Mais informação
Mar na Brasa

Mar na Brasa

O "Mar na Brasa", situa-se numa antiga casa de pasto recuperada para um dos mais conhecidos...
Mais informação
Comentários Não existem comentários dos nossos visitantes. Seja o primeiro a comentar.
Avaliar: Faça a sua avaliação